Publicidade Topo

BRASIL EM CRISE

 PREFEITURAS DE BROTAS E REGIÃO PASSAM DIFICULDADES E PODEM ENTRAR EM COLAPSO

 Com a intensificação da crise política e econômica nacional, os municípios do Brasil estão prestes a entrar em colapso. Isso acontece uma vez que os repasses dos governos Estadual e Federal – que representam quase 90% das receitas municipais – estão caindo mês a mês. Em Brotas, esse déficit chega a mais de R$ 1,6 milhão apenas no primeiro trimestre de 2016.

 Se entre janeiro e março de 2015 a cidade recebeu R$ 3.731.258,45 de FPM (Fundo de Participação dos Municípios) e R$ 5.556.460,79 de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), em 2016, a cidade deveria receber, no mínimo R$ 4.117.861,70 e R$ 6.132.110,00, respectivamente, apenas para contrabalançar a inflação, de 10,31%, totalizando R$ 10.249.926,00. Porém, ao invés disso, a cidade recebeu cerca de R$ 8.567.150,00, uma diferença negativa de R$ 1.682.776,00 (veja no quadro).

  “A Prefeitura de Brotas, assim como praticamente todas do Brasil, já gastou todas as reserva que tinha e não está suportando mais. Infelizmente, o Brasil quebrou como não se via desde a década de 1980. Todos nós precisaremos nos adequar aos tempos de inflação na casa dos 10% e queda da economia de 3,5%. O país irá precisar de, no mínimo, uma década para voltar ao mesmo nível pré-Dilma”, lembrou o prefeito. A expectativa é de agravamento da crise nacional e, consequentemente, local.

ENQUETE
A Rádio Brotense estará mudando do AM para o FM em breve, e queremos saber de você. O que você mais quer ouvir na nova Rádio ? A sua opinião será muito importe para nós.
   Ver parcial
Músicas
4 votos (44,4%)
Notícias locais, regionais, nacionais.
4 votos (44,4%)
Promoções.
0 votos (0%)
Esporte.
1 voto (11,1%)
Outros
0 votos (0%)
Voltar
Facebook
REDES SOCIAIS